Notícias

Médicos do Rio decidem manter paralisação na saúde




Após meses de atrasos nos salários dos profissionais
de saúde, Crivella promete pagamentos

Profissionais alegam falta de posicionamento claro quanto à data de pagamento. Nesta quarta, TRT decidiu pelo bloqueio de todas as contas da administração direta da Prefeitura do Rio.
O Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro decidiu em assembléia na tarde desta quarta-feira (11) pela manutenção da greve pelas próximas 24 horas.
A decisão veio mesmo depois do prefeito Marcelo Crivella anunciar, em Brasília, por meio de uma rede social, que iria realizar os pagamentos nesta quinta-feira (12). Crivella não explicou, no entanto, de onde viria o dinheiro.
Após meses de atrasos nos salários dos profissionais de saúde, Crivella promete pagamentos
No TRT, o desembargador Cesar Marques Carvalho informou, em audiência de conciliação nesta quarta-feira (11), que vai determinar o bloqueio de todas as contas da administração direta da Prefeitura do Rio, mas uma nova audiência foi designada para a quinta-feira (12), às 14h30, para saber se o arresto será mantido integralmente ou se parte será suspensa caso ocorra alguma entrada de verba federal.
TRT bloqueia contas da prefeitura do Rio
Por conta da falta de posicionamento definitivo, os médicos decidiram pela manutenção da greve.
"Ao contrário do que se esperava, a Prefeitura não apresentou proposta definitiva ou previsão objetiva do pagamento de salários em atraso ou recomposição orçamentária da saúde, apesar do estado total de calamidade instaurado. Foi marcada nova audiência no TRT para amanhã (...). Diante desta situação, a assembleia deliberou: a) permanência da paralisação de 100% dos serviços da atenção primária por mais 24 horas nos serviços com atraso de salário e/ou benefícios; b) Greve não presencial para os trabalhadores com proporção mínima de 30% do pessoal escalado trabalhando (...)", diz um trecho da ata de reunião desta quarta-feira (11).

Por G1 Rio



Serviço Oferecido por Cabreu Voip
Sistema Midia Ambiente